Proteinúria de 24 horas

Este teste quantitativo para proteinúria com freqüência segue um rastreamento qualitativo. O resultado positivo necessita de análise quantitativa de uma amostra de urina de 24 horas por testes de precipitação ácida.

Objetivos

Auxiliar no diagnóstico de estados patológicos marcados por proteinúria, primariamente doença renal.

Valores de referência

Método: enzimático / colorimétrico (Ponceau).

Valores normais: até 150 mg de proteína excretada em 24 horas.

Achados anormais

A proteinúria, que enfaticamente sugere doença renal, pode resultar de vazamento glomerular de proteínas plasmáticas, transbordamento de proteínas filtradas de baixo peso molecular, reabsorção tubular prejudicada de proteínas filtradas e a presença de proteínas renais derivadas da decomposição de tecido renal.

A proteinúria persistente indica doença renal resultante de permeabilidade glomerular aumentada.

A proteinúria mínima (menos que 0,5 g/24 horas) é, mais freqüentemente, associada com doenças renais nas quais o envolvimento glomerular não é um fator dos mais importantes (pielonefrite crônica).

A proteinúria moderada (0,5 a 4 g/24 horas) ocorre em diversos tipos de doença renal ou em doenças nas quais a insuficiência renal tipicamente desenvolve-se como uma complicação tardia (diabetes ou insuficiência cardíaca).

A proteinúria alta (mais que 4g/24 horas) é comumente associada com síndrome nefrótica.

Quando acompanhada por uma contagem elevada de glóbulos brancos, a proteinúria indica ITU. Quando acompanhada por hematúria, a proteinúria indica desordens locais ou difusas do trato urinário. Outros estados patológicos (tais como infecções e lesões do SNC) podem também conduzir a quantidades detectáveis de proteína na urina.

Muitas drogas (como a anfotericina B, preparados de ouro, aminoglicosídeos, polimixinas e trimetadiona) causam danos renais, ocasionando proteinúria verdadeira, devendo-se então avaliar a proteína urinária. Em todas as formas de proteinúria, os resultados do fracionamento obtidos por eletroforese fornecem informações mais precisas do que o teste de rastreamento.

Algumas formas de proteinúria não são patológicas. A proteinúria benigna pode resultar de alterações na posição do corpo (chamada de proteinúria ortostática). A proteinúria funcional é associada ao exercício físico e à tensão emocional ou fisiológica e é usualmente passageira.

Exames correlatos

Urina tipo I, eletroforese de proteínas, uréia, creatinina, pesquisa de proteínas de Bence-Jones.