Imunoensaio de enzima de anticorpo (ELISA) de HIV 

Um ensaio imuno-absorvente ligado à enzima (ELISA) detecta anticorpos para o vírus da imuno-deficiência humana (HIV) no soro. O HIV é o vírus que causa AIDS. Este teste é usado rotineiramente para testar sangue destinado à transfusão. Os achados positivos são confirmados pela técnica de absorção Western e imunofluorescência. 

A transmissão do HIV ocorre por exposição direta do sangue de uma pessoa aos fluidos sangüíneos contendo o vírus. O vírus pode ser transmitido quando o sangue ou produtos sangüíneos contaminados são trocados de uma pessoa para outra durante a relação sexual com um parceiro infectado, quando o material de aplicação de drogas E.V. é compartilhado ou de uma mãe infectada para seu bebê durante a gravidez ou amamentação. 

Objetivos

Rastrear com relação ao HIV em pacientes de alto risco.

Rastrear sangue doado com relação ao HIV.

Preparo do paciente

Jejum de 4 horas. 

Valores de referência

Método: Imunoenzimático e imunofluorimétrico em micropartículas.

Os resultados de teste normalmente são não-reativos. 

Achados anormais

Este teste detecta exposição anterior ao HIV. Todavia, ele não identifica os pacientes que tenham sido expostos ao vírus, mas que ainda não tenham produzido anticorpos. A maioria dos pacientes com AIDS tem anticorpos para HIV. Um teste positivo para o anticorpo HIV não pode determinar se um paciente abriga vírus ativamente replicantes ou quando o paciente irá apresentar sinais e sintomas de AIDS. 

Exames correlatos

Teste de Western Blot para HIV.