Hemoglobina Glicosilada

Este exame é uma ferramenta para monitorização da terapia do diabetes. São medidas três hemoglobinas menores: Hb A1a, Hb A1b e Hb A1c. Tais hemoglobinas menores são variantes da Hb A, uma hemoglobina formada por glicosilação, um processo molecular no qual a glicose torna-se incorporada à Hb A.

A medição de níveis de hemoglobina glicosilada fornece informação sobre o nível médio de glicose sangüínea durante os 2 ou 3 meses precedentes. Este teste requer somente uma punção venosa a cada 6 ou 8 semanas e pode, portanto, ser utilizado para avaliar a eficácia a longo prazo da terapia do diabetes.

Objetivos

Avaliar o controle de diabetes mellitus.

Preparação do paciente

Jejum não necessário.

Valores de referência

Os valores de hemoglobina glicosilada são relatados como porcentagem da hemoglobina total dentro de um eritrócito. Em razão da Hb A1c estar presente em uma quantidade maior do que as outras hemoglobinas menores, ela é comumente medida e relatada separadamente. A Hb A1a e Hb A1b respondem por cerca de 1,6% e 0,8% respectivamente; Hb A1c responde por aproximadamente 5%; e a hemoglobina glicosilada total responde por 5,5% a 9%.

Achados anormais

Em diabetes, a Hb A1a e Hb A1b constituem aproximadamente 2,5 a 3,9% da hemoglobina total; a Hb A1c constitui 8% a 11,9%; e hemoglobina glicosilada total 10,9% a 15,5%. Enquanto uma terapia eficaz mantiver o diabetes sob controle, os níveis aproximam-se da faixa normal.

Exames correlatos

Glicemia, curva glicêmica, proteína glicosilada.