Eletroforese de Hemoglobina

A eletroforese de hemoglobina (Hb) é provavelmente o método laboratorial mais útil para separação e medição de hemoglobinas normais e algumas anormais. Por meio da eletroforese, são separados diferentes tipos de Hb formando uma série de bandas distintamente pigmentadas em um meio (acetato de celulose ou gel de amido). Os resultados são então comparados com aqueles de uma amostra normal.

As hemoglobinas A, A2, S e C são rotineiramente verificadas, porém o laboratório pode trocar o meio ou o seu pH para expandir a faixa deste teste.

Objetivo

Medir a quantidade de Hb A e detectar hemoglobinas anormais.

Auxiliar no diagnóstico de talassemia ou de anemia falciforme.

Preparo do paciente

Jejum de 4 horas

Valores de referência

Método: Eletroforese em acetato de celulose com determinação densitométrica da maioria das hemoglobinas.

Em adultos, a Hb A apresenta mais de 95% de todas as hemoglobinas; Hb A2, 2 a 3% e Hb F menos do que 1%. A Hb F aparece principalmente no feto e no neonato; ela diminui para 2 a 3% do sangue dos bebês na idade de 6 meses.

Achados anormais

A eletroforese de hemoglobina permite a identificação de diversos tipos de hemoglobina, que podem identificar uma doença hemolítica. Por exemplo, se Hb A2 for de 4 a 5,8% da hemoglobina total, então existe a implicação de talassemia minor. Se Hb A2 estiver abaixo de 2%, isso sugere uma doença de hemoglobina H. A talassemia minor é também sugerida se Hb F for 2 a 5% da hemoglobina total, e talassemia major se Hb F compreender 10 a 90%. Se o total da hemoglobina for Hb F, isso sugere persistência hereditária homozigota de hemoglobina fetal. Se Hb F compreender 15% do total de hemoglobina, isso sugere Hb S homozigota.

Outras doenças sugeridas por variações de hemoglobina incluem anemia falciforme (80% de Hb S homozigota) e doença de Hb C (90 a 98% de Hb C homozigota).

Exames correlatos

Série vermelha, contagem de reticulócitos, prova de falcização.