Contagem de Reticulócitos

Os reticulócitos são hemácias imaturas não-nucleadas que permanecem no sangue periférico durante 24 a 48 horas enquanto maturam.

Elas geralmente se apresentam como hemácias maiores que as maturadas. Neste teste, os reticulócitos em uma amostra de sangue total são contados e expressos em porcentagem da contagem total de hemácias.

Em razão do método manual de contagem de reticulócito utilizar somente uma pequena amostra, os valores podem ser imprecisos e devem ser comparados com a contagem de hemácias ou hematócrito.

Objetivos

Auxiliar na distinção entre anemias hipoproliferativas e hiperproliferativas.

Auxiliar na avaliação de perda sangüínea, resposta da medula óssea à anemia e terapia para anemia.

Valores de referência

Método: de Nizet, modificado.

Os reticulócitos compõem 0,5 a 2% da contagem total de hemácias. Em bebês, a contagem normal de reticulócitos varia de 2 a 6% ao nascimento, diminuindo para níveis de adulto em 1 a 2 semanas.

Achados anormais

Uma contagem baixa de reticulócitos indica medula óssea hipoproliferativa (anemia hipoplásica) ou eritropoiese ineficaz (como pode ocorrer em anemia perniciosa).

Uma contagem alta de reticulócitos indica uma resposta da medula óssea à anemia causada por hemólise ou perda sangüínea. A contagem de reticulócitos pode também aumentar após terapia para anemia por deficiência de ferro ou anemia perniciosa.

Exames correlatos

Contagem de hemácias, teste de Coombs.